23 Maio, 2018 8:53

Governo apoia bandeiras dos municípios em ato em Brasília

O governador Wellington Dias destacou que a Marcha dos Prefeitos tem conseguido vitorias relacionadas à educação e saúde.

André Oliveira
Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios (André Oliveira)

O governador Wellington Dias participou, nessa terça-feira (22), em Brasília, da XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, conhecida como Marcha dos Prefeitos. O evento serve para cobrança de demandas das cidades brasileiras junto ao governo federal e é realizado anualmente. Uma série de painéis e debates segue até quinta-feira (24). Neste ano, entre os temas prioritários, estão as proposições que tratam do aumento do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) em 1% no mês de setembro, a atualização dos programas federais, da Lei Kandir, dos consórcios, dos regimes próprios de previdência social e do reajuste do piso do magistério e dos precatórios.

O chefe do Executivo piauiense enfatizou que participa da marcha desde quando era deputado federal e que a mesma tem conseguido vitorias significativas relacionadas a temas importantes como a educação e a saúde, dentre outras e que a expectativa é também aumentar o Fundo de Participação dos Municípios. “Estamos aqui discutindo os temas do momento e eu, como governador, venho somar às lutas e tratar do conjunto de parcerias que fazemos com os 224 municípios piauienses”, comentou Wellington.

Na oportunidade, o governador visitou o stand do Piauí e falou da importância da união de forças em prol do desenvolvimento e dos avanços que o Estado tem tido em diversas áreas, entre elas na educação.

“Não se faz nada sozinho. O segredo é exatamente juntar um pouquinho daqui e um pouquinho dali, e ir tocando a vida. Quero fazer um agradecimento a todos, pois o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que somos o estado brasileiro que tem mais alunos estudando na idade correta e que estamos conseguindo vencer um problema gravíssimo que é o analfabetismo, onde houve uma redução de 0,6% nos índices de analfabetismo entre 2016 e 2017. Em 2016, a taxa de analfabetismo das pessoas de 15 anos, ou mais, de idade, no Piauí, foi estimada em 17,2%; e já em 2017, esse número caiu para 16,6%. Comparando os números desde 2010, tem-se uma queda de 13,9% no número de analfabetos no estado. E os municípios têm a sua participação nessa vitória. A meta é chegar ao patamar de 10%”, comemorou o governador do Piauí.

Wellington enfatizou que a união dos municípios e do Estado é fundamental para vitórias em diversos segmentos. “Ainda não vencemos a luta pelos royalties, mas teremos uma agenda conjunta com o Supremo. Estamos falando em milhões de reais que não estão sendo pagos, algo em torno de 8% que estamos deixando de receber”, relatou Dias.

“Vamos seguir trabalhando. Sempre há dificuldades e pedras no caminho, mas vamos seguir trabalhando em conjunto de forma integrada e seguir acreditando que vamos construir um Piauí melhor e mais desenvolvido”, disse Wellington.

Autoria: Tamyres Rebeca

Tags: