25 Maio, 2017 13:12

Wellington destaca que setor energético é o mais dinâmico da economia do Piauí

Piauí é o quinto maior produtor de energia eólica do país e possui mais de 80 empreendimentos de energia solar.

João Allbert
Encontro de representantes da Câmara Setorial de Energias Renováveis e gestores estaduais (João Allbert)

O governador Wellington Dias reuniu-se, nesta quinta-feira (25), no Palácio de Karnak, com os representantes da Câmara Setorial de Energias Renováveis e gestores dos órgãos Seminper, Segov, Sefaz, SDR, Sedet, Uespi, Irrigação, Eletrobras, Sebrae, Faepi, UFPI, Ifpi, BNB, BB e Caixa. O encontro teve como finalidade discutir o Plano de Desenvolvimento do Setor Energético do Piauí.

O plano tem como objetivos principais o fomento a projetos do setor produtivo que privilegiem atividades de baixo carbono, o que tornará o estado ambientalmente sustentável; a atração de investimentos em infraestrutura e de apoio à produção, irrigação, logística e distribuição de bens e serviços; o apoio a projetos que favoreçam a ocupação harmoniosa do território do estado e o equilíbrio entre os empreendimentos agrícolas e a agricultura familiar.

Um conjunto de medidas acertadas na reunião passará a fazer parte do planejamento para alavancar o setor de energias renováveis no estado. “Atualmente, este é o setor mais dinâmico da economia do Piauí, no qual estão sendo investidos cerca de R$ 25 bilhões. Agora, setor público e privado trabalharão em conjunto para gerar emprego, desenvolvimento e crescimento econômico nessa área de energias limpas”, destacou Wellington.

Segundo o presidente da Câmara Setorial de Energias Renováveis, Arlindo Pereira, o Piauí é um celeiro de projetos solares e eólicos. “Nosso estado é o quinto maior produtor de energia eólica do país e possui mais de 80 empreendimentos de energia solar cadastrados e aprovados junto à Empresa de Pesquisa Energética (EPE), prontos para serem ofertados. Temos um enorme potencial e vamos avançar com novos projetos de desenvolvimento”, pontuou Pereira.

Durante o encontro, foram apresentados alguns projetos, dentre eles, a Fábrica de Placas Fotovoltaicas. A unidade está sendo instalada em Teresina e deve entrar em produção a partir de dezembro. “Queremos, com isso, fornecer energia mais barata para as empresas e para o pequeno empreendedor. O sistema de placas solares é uma forma de reduzir os gastos com a produção de energia local”, atentou o secretário de Estado da Mineração, Petróleo e Energias Renováveis, Luís Coelho.

Piauí é destaque em energias renováveis

O Piauí está em segundo lugar como o estado do Nordeste que possui mais fontes renováveis na matriz energética. A perspectiva é que o estado passe por um avanço ainda maior nos próximos anos, pois já possui 29 parques instalados e em operação, além de 23 em construção, segundo o relatório do Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (Cerne).

Os dados atualizados destacam que o potencial de produção chega atualmente a 808,4 megawatts (MW) e chegará a 1445,8 MW assim que os empreendimentos forem concluídos no estado. Os resultados são ainda mais positivos embasados na capacidade total de potência prevista nestes empreendimentos, na posição de segundo lugar do país, com 640,2 megawhats (MW).

Autoria: Lorenna Costa

Tags: