08 Fevereiro, 2019 16:12

CâmaraSUS define agenda para entrega de medicamentos à Associação de Doença Falciforme

James Almeida
(James Almeida)

A Secretaria de Estado da Saúde, por meio da Câmara Permanente de Resolução Consensual de Demandas em Saúde do Estado do Piauí (CâmaraSUS), entidade criada há menos de um mês, realizou o primeiro atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde. Em reunião na última quarta-feira (6), integrantes da comissão e representantes da Associação de Doença Falciforme definiram uma agenda para entrega de dois tipos de medicamentos aos pacientes acometidos por esta patologia.

De acordo com o presidente da CâmaraSUS, o procurador Pierot Junior, a primeira reunião foi marcada após um requerimento da Defensoria Pública. “Construímos um consenso para o fornecimento dessa medicação. A Defensoria ficou satisfeita com as opções que a administração apresentou, pois encontramos  uma solução plausível para atender os assistidos”, afirmou.

A presidente da Associação, Mírian Mota, afirma que a reunião foi produtiva e alcançou o resultado que os pacientes esperavam: um cronograma da entrega dos medicamentos. “Foi uma reunião bastante produtiva. Saímos daqui com esta agenda, com data de entrega da medicação”, ressalta a presidente.

Um dos medicamentos, a Fenoximetilpenicilina, já está disponível na Assistência Farmacêutica e no Centro de Hematologia e Hemoterapia (Hemopi) enquanto o outro, a Hidroxiureia, deve ser entregue até o final de fevereiro, previsão dada pelo fornecedor.

CâmaraSUS
A Câmara tem a intenção de promover a resolução consensual de demandas no âmbito administrativo por serviços ou produtos de saúde a serem fornecidos pelo Sistema Único de Saúde no Estado do Piauí, buscar conciliação e propor soluções para demandas judiciais em trâmite, além de propor aos órgãos e entidades da administração pública, responsáveis pela elaboração e execução de políticas públicas associadas à saúde pública, medidas para melhoria dos serviços e cooperação mútua. Dessa forma, diminuindo custos da administração.

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, explica que a Câmara é um espaço de mediação que diminui o ingresso de ações  na Justiça demandadas por medicamentos e tratamentos, já que, administrativamente isso poderá ser resolvido na própria Secretaria de Estado da Saúde. "Assim, o usuário do SUS não precisará judicializar sua solicitação, trazendo mais celeridade ao paciente e menos custos ao Estado”, explicou.

A Câmara SUS tem representantes da Procuradoria Geral do Estado do Piauí (PGE), que preside a Câmara, Defensoria Pública do Piauí (DPE), além da Superintendência de Assistência à Saúde, Superintendência de Atenção à Saúde e Direção da Unidade de Assistência Farmacêutica da Secretaria de Estado da Saúde.

Autoria: Graciene Nazareno