11 Janeiro, 2018 12:28

Escola Superior da Defensoria promove palestra sobre Programação Neurolinguística no dia 25

Evento é destinado a todos os defensores públicos, servidores e colaboradores da instituição.

Divulgação
(Divulgação)

A Defensoria Pública do Estado do Piauí, por meio da Escola Superior da Defensoria Pública (Esdepi), realiza, no dia 25 deste mês, palestra com o professor Mário Jorge Chagas. O tema abordado será Programação Neurolinguística (PNL), propondo formas para motivação e alcance de metas.

A palestra é destinada a todos os defensores públicos, servidores e colaboradores da instituição e será das 14h30 às 16h30, no auditório da Escola Superior da Defensoria Pública, que fica localizada na Casa de Núcleos, na Avenida Nossa Senhora de Fátima, 1342, Bairro de Fátima.

Mário Jorge Chagas atuou por vários anos em grandes empresas como IBM Brasil e Embratel, na função de gerente de Projetos, coordenando equipes multidisciplinares em direção aos objetivos dos projetos.

Tem, no histórico profissional, a prestação de serviços de consultoria, treinamentos e palestras para empresas como Michelin, Serpro, Telerj, Vale, Companhia Hidrelétrica do São Francisco, Promon Engenharia, Telefônica do Pará (TELPA), Petrobras, Eletrobras, Embratel, Polícia Militar do Estado de São Paulo, IBM Brasil, Unimed, e outras, em Cidades como Rio, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Belém, Recife, Salvador, Vitória, São Paulo, Porto Alegre, Goiânia, Aracaju, Maceió, Carajás, Ourilândia do Norte/PA, Corumbá, Macaé/RJ, Ijuí (RS), Chapecó (SC) e Curitiba.

É pós-graduado em Neurociências & Aprendizagem – Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro; facilitador dos programas: Atitude Ambiental e Educadores, na Universidade Corporativa da Vale (Valer) e facilitador da Formação Completa de Programação Neurolinguística no INAp – Rio, entre outros.

“Será certamente um ganho para todos que integram a Defensoria Pública, a palestra do dr. Mário Jorge, que tem um trabalho reconhecido e respeitado. Mais uma vez a Escola Superior da Defensoria Pública proporciona uma oportunidade ímpar de capacitação, que certamente será revertida em um aprimoramento do trabalho que prestamos aos nossos assistidos”, afirma a defensora pública geral, Hildeth Evangelista.

Autoria: Ângela Ferry
Tags: