15 Maio, 2019 9:07

Alunos do Piauí participam da Olimpíada Brasileira de Astronomia

Prova será aplicada em todo o Brasil na sexta-feira (17).

Divulgação
Alunos confeccionam e fazem lançamentos de foguetes (Divulgação)

Cerca de 800 mil estudantes dos ensinos fundamental e médio participam da 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), cuja prova será aplicada nesta sexta-feira (17), em todo o território nacional. Nesta edição, 75 alunos do Ceti Pinheiro Machado estão inscritos para fazer a avaliação.

Segundo a diretora do Ceti, Rejane Coelho, desde fevereiro, os alunos são preparados pelo professor de matemática Hilton Pereira, com aulas extras, revisões e simulados para esta prova que inclui conhecimentos de astronomia e astronáutica.

“Nossos alunos confeccionam foguetes e fazem lançamentos e já estivemos na Mostra Brasileira de Foguetes (Mobfog), no Rio de Janeiro, onde ficamos em segundo lugar do terceiro grupo de lançamento de foguetes da Barra do Piraí, quando alcançamos quase 150 metros de distância”, diz a professora.

Neste ano, a empolgação é maior com a Olimpíada Brasileira de Astronomia, pois houve uma boa preparação. “Nossos alunos se preparam para buscar premiação", diz a docente, enfatizando que a escola trabalha semanalmente com oficinas de robótica. "Nossos alunos também vão participar da Olimpíada de Robótica, que está com inscrições abertas", explica Rejane.

Competições internacionais

Cerca de 10 milhões de estudantes já participaram das olimpíadas e astronomia e astronáutica no Brasil, ao longo dos 20 anos de existência da OBA. Os estudantes mais bem classificados representarão o Brasil nas olimpíadas Internacional de Astronomia e Astrofísica e na Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica de 2020.

Segundo o coordenador da OBA, professor e astrônomo João Canalle, tendo por base o público que participou das olimpíadas anteriores, os alunos que costumam participar da competição se diferenciam, quando comparados aos demais, além de terem maiores chances de serem selecionados para universidades no exterior.

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica é coordenada por uma comissão formada por membros da Sociedade Astronômica Brasileira e da Agência Espacial Brasileira. Há, ainda no âmbito da competição, outro evento que tem empolgado os estudantes: a Mostra Brasileira de Foguetes, a Mobfog.

Autoria: Isabel Cardoso

Tags: