17 Julho, 2017 16:05

Uespi lança primeira biblioteca virtual especializada do Piauí

O acervo contém mais de 3 mil títulos na área jurídica

A primeira biblioteca virtual especializada do Piauí foi lançada nesta manhã (17) no Centro de Ciências Médicas da Universidade Estadual do Piauí. O acervo é fruto de um contrato feito pelo governo do estado com a editora Fórum, especializada em conhecimento jurídico há mais de 25 anos no mercado, com acervo físico e online. Estudantes, professores e técnicos da instituição terão acesso a mais de 3 mil títulos nas mais diversas áreas do direito, através do site da UESPI e do aplicativo Bidfórum.

O evento contou com a participação da governadora exercício, Margarete Coelho, da administração superior da UESPI, de representantes da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e da comunidade acadêmica. Na ocasião, o presidente e editor da Fórum, Luis Cláudio Rodrigues Ferreira, apresentou o material ofertado pela editora, destacando para os mais de 3 mil títulos publicados, composto por mais 2.800 autores.

A editora é referência em direito público, ofertando periódicos científicos nas áreas de direito, economia, contabilidade e administração. A Fórum contém periódicos, informativos, vídeos que são atualizados diariamente, com acesso simultâneo, ilimitado e permanente. Segundo o Presidente, na plataforma a busca pelos títulos funciona através de indexação de palavras, também é permitido a impressão de 10% de cada obra, bem como copiar e colar o conteúdo dos livros.

O reitor Nouga Cardoso destaca que o acervo chega em um bom momento para a instituição e, por ser especializada beneficiará alunos do direito, administração e contabilidade, mas também outras áreas que precisam do conhecimento do jurídico. “Nós temos 8 cursos de direito distribuídos no Piauí, e tem sido muito difícil atender a demanda dos estudantes com livros físicos. Essa possibilidade de trabalhar com biblioteca virtual especializada traz um avanço e uma melhorias para todos os nossos estudantes”, declara.

A aluna Maria Clara Portela, do 3º período do curso de Direito (Campus Torquato Neto), ressalta que para área jurídica o acesso a uma biblioteca virtual é melhor por conta da atualização constante. “É mais fácil você se atualizar numa plataforma digital do que adquirir livros físicos. No Direito, um livro que a gente adquire no começo do curso passa por muitas atualizações, principalmente na legislação, então pra um aluno sai muito caro ter todo esse acervo físico”, comenta.

A coordenadora do curso de Direito (Campus Torquato Neto), Patrícia Caldas, enfatiza que o acesso e manuseio de informações online pelos alunos e pelo corpo docente da UESPI começa a integrar o mundo à tecnologia. “Na biblioteca virtual além da atualização ser maior, é mais econômica e ecologicamente sustentável”, frisa.

Débora Teixeira, diretora da Biblioteca Central, reitera que as bibliotecas digitais promovem tecnologia, além do avanço no serviço dos bibliotecários. “Os alunos não vão ter apenas o conteúdo, mas também os serviços. É uma plataforma bem extensiva na área do direito, com acesso permanente. Muito maior do que a gente oferta numa biblioteca física. É um ganho enorme para instituição”, pondera.

No Piauí, a PGE vem utilizando os serviços da editora Fórum há um ano, com expansão para a UESPI e demais secretarias do Estado, a governadora em exercício, Margarete Coelho, destaca que o estado do Piauí só tem a crescer em conhecimento. Para ela, mais do que o investimento em grandes obras físicas, o estado do Piauí deve investir em pessoas e no conhecimento. “Uma universidade tem sua base fixada em uma boa biblioteca. E agora, a UESPI vai dispor de uma das melhores bibliotecas especializadas no Brasil”, afirma.

A vice-reitora, Bárbara Melo, acrescenta afirmando que a inclusão da UESPI no contrato feito pelo governo do estado é um grande presente. “Hoje a UESPI recebe esse presente com uma biblioteca de grande porte, com recursos do tesouro estadual via PGE. Dedicamos os nossos agradecimentos ao governo do estado e em especial, a vice-governadora, Margarete Coelho”, finaliza.

O acesso a biblioteca virtual é feito através dos sistemas: Aluno Online, Professor Online e Servidor Online, como também por meio do aplicativo Bidfórum, que pode ser adquirido pelos sistemas IOS da Apple e Google play, nos Smartphones. Para os órgãos governamentais o sistema está disponível em plataformas intranet.

Autoria: Valéria Soares
Tags: