20 Setembro, 2017 13:49

Uespi oferta minicurso do Programa de Educação Financeira para servidores públicos

O projeto tem o objetivo de facilitar créditos, ampliar parcelas e reduzir taxas de juros.

Ascom Uespi
(Ascom Uespi)

A Universidade Estadual do Piauí (Uespi), em parceria com a Secretaria da Administração e Previdência (Seadprev), realizou, nesta quarta-feira (20), o minicurso do Programa de Educação Financeira para servidores públicos. O evento contou com a participação da palestrante e professora do projeto, Nadja Pinheiro, e servidores do estado.

O programa vai facilitar a negociação de diferentes tipos de dívidas de servidores públicos. Por meio de postos de atendimento e orientações personalizadas, funcionários poderão equacionar (ajudar a solucionar) suas contas como dívidas de água, luz, aluguel, cartão de crédito, mensalidade escolar, dentre outras. O projeto se compromete a facilitar créditos, ampliar parcelas e reduzir taxas de juros, atendendo aos objetivos do programa do Governo do Estado.

Durante a ocasião foi explicado todo o funcionamento do projeto e realizado uma avaliação dos custos por meio de um questionário avaliativo com os participantes. Ensinando a lidar melhor com o planejamento financeiro e consequentemente subir a renda financeira do servidor.

A professora do projeto, Nadja Pinheiro, explica que o programa visa ajudar a controlar os gastos dos servidores. “Hoje em dia tudo que a gente faz está associado ao financeiro. E nosso gasto não é só com a gente, é com pessoas das quais temos vínculo afetivo. E nossos principais objetivos são: estimular mudança de custo, orientar quanto ao planejamento financeiro e organizar as dívidas, mostrando a melhoria do seu desempenho na administração”, explica.

A equipe do programa é composta por administradores, jornalistas e psicólogos, com o objetivo de criar um projeto que atenda as especificidades de servidores, trabalhando conforme a realidade. O público-alvo do projeto são, principalmente, servidores inativos, pensionistas e servidores do estado. No planejamento, os psicólogos irão trabalhar com o aspecto de orientação psicológica.

Nadja Pinheiro diz também que o programa tem como objetivo principal mudar hábitos, mudar comportamento a partir do autoconhecimento. “Nós, servidores, nos sentimos muito pressionados a controlar gastos, como se a responsabilidade total dos nossos gastos fosse nossa, quando não é. Então, o objetivo de trabalhar o eixo psicológico é justamente possibilitar ao servidor saber como ele se comporta financeiramente, e ver se o seu comportamento está implicando nesse endividamento, e se estar, o programa vem para ajudar em coisas que realmente são importantes para ele”,  relata.

O servidor público, Robivaldo Silva, conta que para ele é muito importante ter participado desse minicurso. “Para mim, participar desse curso é bom porque o servidor precisa cada dia buscar uma forma melhor de controlar seu orçamento para com isso conseguir ter acesso a algum tipo de lazer, ter uma vida orçamentária equilibrada para proporcionar a família e a si mesma, alguns objetivos como a saúde, que ele não conseguiria se não tivesse uma vida financeira controlada. É buscar aprender sempre mais”,  explica.

O principal benefício é que funcionários públicos estaduais agora terão acesso especializado a orientações de finanças domésticas. A Eletrobras é parceira do Governo do Estado do Piauí no programa para servidores estaduais.  E com isso, é mais fácil negociar dívidas dos servidores com a distribuidora, facilitando todo o processo.

Veja o passo a passo do cadastramento no programa:

1-Cadastre-se no programa de educação financeira para servidores estaduais (no térreo da Seadprec, para a realização do curso ministrado pela Escola de Governo);

2-Assine sua adesão ao programa;

3-Com o termo de adesão, venha ao posto de atendimento da Eletrobras distribuição Piauí (No térreo da Seadprev), aproveite as condições especiais de negociação e saia com um boleto para o pagamento;

4-Você terá até três dias de prazo para realizar o pagamento;

5-Retorne à Escola de Governo para assinatura do termo de responsabilidade, pelo qual autoriza a quitação das dívidas junto à Eletrobras Distribuição Piauí, por meio do crédito liberado pelo programa;

6-Vá ao Banco escolhido por você para realização da linha de crédito e quitação da dívida com a Eletrobras Distribuição Piauí, por meio do pagamento do boleto recebido no posto de atendimento;

7- Pronto! Você está tranquilo! Sem dívidas e com o nome limpo junto à Eletrobras Distribuição Piauí

Autoria: Danúbia Rodrigues
Tags: