24 Maio, 2019 18:38

Fundação Piauí Previdência reúne gestores para discussão de pauta

O secretário de Estado da Administração e Previdência, Ricardo Pontes, reuniu nesta sexta-feira (24), no auditório da Agência de Tecnologia da Informação, no Centro Administrativo, em Teresina, os diretores, gerentes e assessores da Fundação Piauí Previdência, para conhecer de perto a nova equipe que vai comandar a partir de 1° de junho, quando assume a presidência da PiauiPrev, substituindo o advogado Marcos Steiner Mesquita.

Ricardo Pontes falou dos desafios da PiauiPrev nos próximos anos, com o foco em melhorar a qualidade dos serviços prestados aos servidores e seus dependentes, bem como buscar fontes de recursos para capitalizar o Fundo de Previdência e assim reduzir o déficit anual com o pagamento de aposentados e pensionistas do Estado. Em 2018 foram quase R$ 1,2 bilhão gastos, o que corresponde a 10% do Orçamento Geral do Estado para 2019.

"Costumo trabalhar sempre com planejamento, modernização, metas e resultados. O tempo passa muito rápido e o mundo digital é uma realidade. Nós precisamos acompanhar essa evolução", defendeu Ricardo Pontes, que fez questão que cada um dos presentes se apresentasse e a atividade que exerce na Fundação.

A diretora do Fundo de Previdência, Lúcia Rebelo, detalhou o que é previdência, as alternativas para equacionamento do déficit financeiro e atuarial dos regimes próprios de previdência social; lei de unificação dos fundos de previdência; alíquotas, certificado de regularização previdenciária, contabilidade e demonstrativos; contribuições e benefícios; principais processos da UFP e as oportunidades – na verdade, situações que geram oportunidades par melhorar os procedimentos.

O diretor da Unidade de Previdência, Rubem Magalhães também explicou os procedimentos de sua pasta, que é responsável por todo o processo para a concessão aposentadoria e pensões.

O atual presidente da Fundação Piauí Previdência, Marcos Steiner, fez um resgate histórico da previdência até os dias atuais, quando o Estado do Piauí prepara a implementação da previdência complementar. Marcos Steiner é o primeiro superintendente da extinta Suprev, que surgiu com o fim do Iapep e a separação do Iaspi-Saúde/Plamta, responsáveis pela saúde do servidor, e a Superintendência de Previdência do Estado, hoje PiauíPrev. encarregada desde então de gerir a previdência dos servidores estaduais.

Steiner vai administrar a PrevNordeste – Piauí, vinculado à PiauiPrev, responsável pela gestão da previdência complementar do Estado, que passa a ser obrigatório para todos os servidores que entraram depois da aprovação da lei que a criou.

Autoria: Paulo Pincel