12 Junho, 2019 9:54

Estado vai monitorar indicadores de saúde dos trabalhadores

O monitoramento será realizado por meio do Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador.

Ascom Sesapi
(Ascom Sesapi)

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) vai monitorar os indicadores de saúde do trabalhador no Piauí. Esses são medidas-síntese que contêm informações relevantes sobre determinados atributos e dimensões do estado de saúde dessa população, bem como do desempenho do Sistema Único de Saúde (SUS) e seus sistemas de informações.

O monitoramento será realizado por meio do Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) e dos Cerests Regionais, que irão acompanhar de perto as ações de saúde do trabalhador em territórios do Piauí. “O Cerest Estadual vai acompanhar o monitoramento de sete territórios e onde tem Cerest Regional eles irão fazer o monitoramento dos municípios que compõem o seu território”, explicou a diretora da Divisa, Tatiana Chaves.

A equipe do Cerest esteve nesta quarta-feira (12) em reunião técnica para discutir os indicadores dos territórios e as orientações técnicas para vigilância epidemiológica dos óbitos relacionados ao trabalho. “Iremos fazer essa mesma discussão posteriormente com os municípios nos territórios, desta vez, com a participação dos Cerests Regionais. Já iniciamos nos municípios de Valença, Oeiras e Parnaíba. Precisamos conhecer o processo produtivo dos municípios de cada território e incentivar os profissionais a notificar os agravos e acidentes relacionados ao trabalho”, explicou a coordenadora do Cerest Estadual, Vera Regina Cavalcante.

Outras ações deverão ser desenvolvidas para diminuir as subnotificações e melhorar os indicadores. “Em nossas reuniões estamos pedindo o apoio dos municípios para que eles nos ajudem com o cuidado do preenchimento das fichas de acidente de trabalho e o preenchimento dos campos de ocupação do trabalhador”, ressaltou a coordenadora.

Autoria: Cyntia Veras
Tags: