10 Janeiro, 2018 17:31

Central de Esterilização da MDER recebe nota máxima em segurança

Central de Materiais diminui riscos de infecções hospitalares na Maternidade Evangelina Rosa.

Elis Pegado
Central de Materiais Esterilizados da Evangelina Rosa (Elis Pegado)

Em dezembro de 2017, a Central de Materiais Esterilizados (CME) da Maternidade Dona Evangelina Rosa conquistou a nota máxima, dez, em uma avaliação externa, feita pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz. O setor foi avaliado e conseguiu desenvolver todas as metas traçadas em um período de dois anos, onde o Hospital Alemão esteve avaliando a Central.

A avaliação faz parte do projeto de Reestruturação dos Hospitais Públicos e é uma parceria entre Hospital Alemão Oswaldo Cruz (HAOC) e o Ministério da Saúde, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS). É formado, por uma equipe multiprofissional que realizou visitas mensais às instituições e atualmente atua em 18 Hospitais do Norte e Nordeste.

Para Neylyvya de Carvalho Sousa, enfermeira técnica responsável pela Central de Materiais, esse reconhecimento faz parte de um trabalho focado e dedicado. “Estamos de parabéns. Estamos muito felizes pelo reconhecimento do Hospital Alemão, pois a Central de Materiais é um local que não mexe diretamente com o paciente, mas estamos sempre preocupados em oferecer um material de qualidade. Ficamos felizes em termos passados por uma avaliação e adquirido a nota máxima, este é um incentivo por termos desenvolvido todas as nossas metas com grandiosidade”, conta emocionada.

Com equipamentos de ponta e grande capacidade de operação, a Central de Materiais Esterilizados (CME) é um dos principais setores da Maternidade Dona Evangelina Rosa. Trata-se de uma unidade de apoio técnico a todas as unidades assistenciais, responsável pelo processamento e esterilização dos materiais médico-hospitalares.

Vinte e cinto técnicos de enfermagem capacitados, nove enfermeiras especialistas e uma coordenadora atuam no setor. As operações são executadas com base em códigos de barras, o que permite rigoroso controle, validação e arquivamento dos dados relacionados aos materiais ali tratados.

As rotinas são realizadas seguindo Procedimentos Operacionais Padrão (POP) individuais. Os funcionários são treinados continuadamente para que a Unidade de Saúde cumpra com os preceitos legais e éticos de uma correta limpeza dos materiais, bem como de uma esterilização eficaz.

Sistemas modernos e seguros estão implementados, otimizando o trabalho da CME. Como exemplos, estão duas Autoclaves a vapor, além de Sistemas de barreira para embalar os materiais desinfetados, Mantas de SMS, Etiquetas para rastreabilidade de todo o material que é produzido dentro da instituição e Incubadora altamente moderna para testes biológicos com leitura de até 3h.

O trabalho conduzido é de extrema importância para a segurança dos pacientes e funcionários da instituição. Os indicadores de qualidade permitem acompanhamento, contribuindo ainda, decisivamente, para a prevenção e controle de infecções hospitalares.

Segundo Neylyvya de Carvalho, o setor é de grande importância, pois fornece o material esterilizado para o uso do paciente, garantindo a segurança. “A Central de Materiais é um setor onde é feito a limpeza, desinfecção e esterilização de todo o material que vem de toda a maternidade. Recebemos, fazemos a limpeza, a esterilização e distribuição do material para todos os setores da Casa”, explica.

Autoria: Elis Pegado

Tags: