11 Novembro, 2017 17:48

Crédito Fundiário inaugura Unidade de Produção Familiar em Itainópolis

Quinze famílias de agricultores da localidade Perigoso foram beneficiadas

Christiane Melo
(Christiane Melo)

O secretário de Desenvolvimento Rural, Francisco Limma, o diretor estadual do Crédito Fundiário, Adalberto Pereira e a equipe regional de técnicos do Programa Viva o Semiárido, participaram da solenidade de inauguração da Unidade de Produção Familiar (UPF) na localidade Perigosos, no município de Itainópolis na última sexta-feira (10).

A Associação de Agricultores da Localidade Perigoso possui 15 famílias beneficiárias que receberam as chaves de suas casas. A atividade também foi prestigiada pelo prefeito de Itainópolis, Paulo Lopes, os vereadores João Batista, Remédios Santos e Mar de França, o vice-prefeito de Aroeira do Itaim, Edilson Teixeira, a coordenadora do polo sindical da Fetag, Sandra Leal, os técnicos da Emplanta (empresa responsavel pelo acompanhamento técnico da UPF), Nil e Manoel.

Em seu pronunciamento, o vereador e secretário municipal de agricultura, João Batista, lamentou a redução de políticas públicas destinadas à agricultura familiar. "Infelizmente, o trabalhador rural não é mais visto como prioridade na atual plataforma do governo federal. Por isso que houve essa redução drástica das políticas publicas voltadas para o pequeno agricultor. E a inauguração dessa unidade deve ser comemorada pois é uma conquista conseguida através da luta dessas famílias. Mas nós vamos continuar lutando por mais políticas de inclusão", disse.

Para Adalberto Pereira, o desafio agora é manter a UPF produtiva. "É uma satisfação ver o resultado do Programa Crédito Fundiário. Agora a responsabilidade é de vocês que terão que gerir essa propriedade, tornando-a mais produtiva e contribuindo com o crescimento do município", disse o diretor às famílias.

O secretário Francisco Limma destacou a importância das políticas públicas realizadas pelo Governo do Estado junto aos programas destinados ao meio rural. "Tem duas coisas que não podem faltar: a primeira é o acesso à educação, pois, sem ela, ninguém prospera. E aqui destaco o esforço do Governador Wellington Dias e sua equipe que recentemente inaugurou a Universidade Aberta do Piauí em 78 municípios. A segunda é ter as condições de produzir e não se produz sem ter a terra. Nós precisamos produzir, precisamos criar o que melhor se adapta ao nosso meio e comercializar. Só o Programa Viva o Semiárido vai completar, nos próximos dias, cerca de R$ 1,5 milhão em investimentos em projetos nas mais diversas cadeias produtivas aqui em Itainópolis e região. Isso é diferença da política inclusiva, que realiza ações que visam o fortalecimento dos mais vulneráveis e aposta na força do agricultor familiar. E o nosso objetivo é ajudar as pessoas a melhorarem de vida”, frisou o gestor

Somando os recursos de aquisição da terra e os aplicados com as ações e estruturas do subprojeto de investimento comunitário (casas, sistema de abastecimento d'água,eletrificação rural, assistência técnica, etc.), foram aplicados R$ 759.300 mil na UPF Perigoso.

Fonte: Christianne Melo
Autoria: Edna Maciel